Medo #31: Sombreeira, a Líder dos Fantasmas de Lobos

            Em tempos idos havia uma rapariga misantropa que, sem ter estado numa faculdade ou universidade, adorava estudar ao ar livre os animais selvagens. Os seus animais preferidos eram os lobos, sendo que se tornou amiga de uma alcateia e passou a viver com os lobos que a integraram… e como eles! Conheceu a morte juntamente com os seus amigos lupinos num fojo ao tentá-los proteger – a versão oficial é que morreu por engano, mas há quem diga que foi propositadamente morta porque «já não era gente, era bicho!»                            Atualmente lidera como Medo os seus lobos, tornados fantasmas desde o dia da sua morte, contra os azarados que se cruzam com ela e a sua alcateia fantasmagórica, numa espécie de vingança sobrenaturalmente dentada contra a Humanidade!



            Elemento: Fogo

            Medidas: 1,8 m de altura

            Habitat: caminhos ermos de zonas serranas, até mesmo próximos de povoações

            Horas de aparição: meia-noite

            Habilidades sobrenaturais: transformação em outra coisa

            Tipo de alimentação primária: dor física
            Atiça os fantasmas de lobos que a acompanham às suas vítimas, que são brutalmente mordidas por esses fantasmas até eles e a sua líder saírem de cena.

            Tipos de alimentação alternativa: alheira, caldo verde, cozido de carne, mel

            A menos que ataque as suas vítimas, está transformada em loba na maior parte das vezes, e é assim que costuma guiar os seus fantasmas de lobos.
            A gema vermelha que tem no seu abdómen dá-lhe dons mágicos que lhe permitem dominar os animais vivos e seduzir os homens (claro que é para serem mordidos pelos fantasmas dos lobos e alimentar-se assim da dor física deles! Portanto, público masculino heterossexual, tenham cautela e evitem ficar de beicinho caído por ela!) – diz-se mesmo que consegue controlar lobisomens e até quebrar as suas maldições, se quiser!! No entanto, a gema pode ser retirada do abdómen; se isso acontecer, ela fica sem os seus dons.

Medo #69: Motodelouca, a Zorra Motoqueira

            No passado era motociclista, e com muito gosto! Era viciada em percorrer km e km de estrada com as suas motorizadas – tinha quantas podia ter, de todos os géneros e feitios! –, fosse que estrada fosse, desde que pudesse por lá passar com os seus veículos. Guiar motorizadas era o que lhe estava no sangue.

            Atualmente ainda percorre o mundo, este mundo, em cima de uma motorizada, pois continua a ser assim que experimenta a liberdade total… E radical!



            Elemento: Fogo

            Medidas: 1,6 m de altura (não inclui a motorizada)

            Habitat: todo o tipo de estradas por onde podem passar motorizadas, de preferências estradas bem asfaltadas, mas também limites de terrenos ilegalmente alterados pelos seus proprietários e encruzilhadas

            Horas de aparição: meio-dia, meia-noite

            Habilidades sobrenaturais: velocidade sobrenatural

            Tipo de alimentação primária: choque psicológico
            Aparece repentinamente por detrás ou à frente das pessoas fazendo ruídos com a sua motorizada, e depois anda à volta delas fazendo fosquinhas, acrobacias e o máximo de barulho possível, causando-lhes medo.

            Tipos de alimentação alternativa: bifana, cozido de carne, mel

            De 7 em 7 anos aparece na área para onde foi designada, em Janeiro, após dar a volta a este mundo de motorizada.
            Quando não está parada a descansar, encontra-se na maior parte do tempo a percorrer estrada tão velozmente que percorre dezenas de km em poucos min, mesmo guiando uma motorizada não-sobrenatural, graças às suas asas, e ninguém dá por ela assim – nem mesmo as autoridades policiais a detetam nos seus radares! Além disso, é bastante destemida, e faz proezas inimagináveis com o seu veículo!
            Por norma é uma Medo descontraída que, tirando quando amedronta as pessoas para se alimentar do choque delas, não se mete com ninguém. Até há relatos de que foi muito útil a viajantes perdidos, cansados e/ou que sofreram acidentes, guiando-lhes, transportando-os na sua própria motorizada (embora não tenha capacetes de reserva, pelo que, a menos que quem vá à boleia dela leve consigo um capacete, irão com a cabeça desprotegida) ou indo buscar ajuda para eles. Mas atenção: aconteça o que acontecer, nunca a insultem, a ataquem fisicamente ou façam qualquer coisa de errado à sua motorizada!! A ira dela abater-se-á sobre vós caso façam isso: ela vos perseguirá até ao cabo do mundo enquanto não vos tiver tornados em papas com a sua motorizada!!! Ficam avisados!!
            Como já tínhamos deixado a entender aqui, ao contrário do Moleirata e do Mestrespírito com as suas embarcações fantasmas, as motorizadas que possui são bem reais, totalmente visíveis e tateáveis. As que não usa estão guardadas num sítio secreto – uma garagem coberta por vegetação densa, diz-se – do seu local de aparição, uma zona de montanha que também é a sua região natal; porém, não se sabe se esse sítio foi afetado pelo grave fogo silvestre que deflagrou na região não há muito tempo. Algumas são aquelas que tinha em vida; as outras são as que já arranjou como Medo – parece que ninguém sabe onde nem como! 

Medo #61: Soc'-à-Toa, o Esmurraçador Geométrico

            Em vida era um professor apaixonado pela matemática, especialmente o ramo da geometria, e o que mais gostava de fazer era ensinar essa ciência importante aos outros, algo para o qual tinha vocação. Infelizmente, foi colocado sempre nas piores escolas, onde os alunos pouca ou nenhuma vontade tinham em aprender esse «bicho-de-sete-cabeças», para sua grande frustração! Mas, ainda assim, recusava-se a ver o estado em que estava a sua vida profissional e resignava-se – era assim que era, então, pensava, era assim que tinha de ser!

            Hoje descarrega essa frustração ao distribuir socos… Geometricamente ao acaso, e com probabilidade aleatória de acertar nos alvos!! E continua cego, só que de outra maneira: uma venda é parte do seu corpo atual!!



            Elemento: Fogo

            Medidas: 1,8 m de altura

            Habitat: caminhos ermos e escolas abandonadas

            Horas de aparição: 6h00min, meio-dia, 18h00min, meia-noite

            Habilidades sobrenaturais: mudança de forma e de tamanho, teletransporte

            Tipo de alimentação primária: dor física
            Surge de repente à frente das suas vítimas e começa a socar à frente delas. Como é cego, os seus socos são aleatórios, umas vezes acertam nos alvos, outras não… Mas magoam a valer quando acertam nas vítimas, podem crer!

            Tipos de alimentação alternativa: arroz de pato, banana, caldeirada de peixe, queijadas

            Também conhecido como o «Cego», usa os outros sentidos além da visão, principalmente a audição e o olfato, para se guiar.
            Como as suas mãos são basicamente punhos cerrados, tem dificuldades em segurar as coisas.